Etiquetas adesivas – O guia completo

Etiquetas adesivas – O guia completo

            Você sabia que existem centenas de tipos de etiquetas adesivas?  Preparamos um guia completo sobre etiquetas adesivas para você não ter mais dúvidas!

            Aposto que você pensa que as etiquetas adesivas são mais um detalhe dos produtos, talvez até um enfeite, não é?! A verdade é que elas possuem várias funções e costumam carregar informações valiosas sobre o produto, fabricação, conservação ou sobre a venda.

            Elas podem ter os mais diferentes formatos, materiais, cores e especificações, podendo variar muito de acordo com a necessidade e exigência técnica de cada produto. Por isso, é muito importante saber para que cada uma delas é indicada para fazer a escolha certa. Neste artigo, preparamos um guia completo sobre etiquetas adesivas para você tirar as suas dúvidas e saber por onde começar a escolher.

Os diferentes tipos de etiquetas adesivas

            As etiquetas adesivas podem ser separadas em pelo menos 7 grandes grupos gerais, divididas de acordo com a sua função, material e forma de produção. Cada um desses grupos engloba dezenas de diferentes funções e aplicações para esse tipo de etiquetas adesivas.

            Esses 7 grandes grupos são:

  • Etiquetas para impressoras térmicas
  • Etiquetas personalizadas e/ou decorativas
  • Rótulos adesivos
  • Etiquetas especiais
  • Etiquetas de segurança (lacre)
  • Etiquetas obrigatórias (Normas, portarias e leis)
  • Etiquetas por materiais, formato, cores

            Dentro de cada um desses grupos gerais, temos centenas de etiquetas adesivas, cada uma com a sua funcionalidade específica. Vamos conhecer um pouco mais sobre cada um desses grupos e suas etiquetas ao longo deste artigo.

Etiquetas para impressoras térmicas

            Essas etiquetas adesivas são aquelas que cujo a impressora utiliza calor para realizar a impressão. Elas podem usar dois tipos de técnicas nesse caso, a impressão térmico-direto ou por termotransferência.

            A impressão térmico-direto utiliza um papel térmico, ou termossensível, para a impressora. O nome parece difícil, mas esse tipo de impressão é muito comum nos cupons fiscais, alguns tipos de impressora térmica de mesa, balança de balcão e outros equipamentos do tipo.

A impressão por termotransferência utiliza ribbon no processo. Nesse tipo de impressão, o calor do cabeçote da impressora faz com que a tinta seja transferida do ribbon, e assim, ela tem muito mais qualidade e também dura por muito mais tempo. Essa impressão é muito utilizada em etiquetas de roupas, de rastreamento e logísticas.

Etiquetas personalizadas e/ou decorativas

As etiquetas adesivas personalizadas e/ou decorativas são muito comuns no dia a dia. Elas são basicamente todas aquelas que nós vemos em ações promocionais e de marketing, no varejo e para uso em geral. Elas são mais simples e podem ser feitas em gráficas mais simples já que não exigem maiores complicações para a sua aplicação além da escolha do local desejado.

Rótulos adesivos

            Os rótulos adesivos possuem diversas funções. Os materiais podem variar de acordo com o que a embalagem do produto exige. Os rótulos podem ser impermeáveis para produtos refrigerados, de papel, conformáveis para embalagens flexíveis e outros.

            Também podem ter diferentes acabamentos, com verniz total ou localizado, diferentes cortes ou outros efeitos localizados. Podem ser encontrados em diversos segmentos, como a indústria alimentícia, de produtos químicos, cosméticos, produtos de limpeza, farmacêutica e etc.

Etiquetas Especiais

            As etiquetas adesivas especiais são um tanto mais complexas e tem algumas funcionalidades específicas que as etiquetas comuns não conseguem atender. Os materiais precisam ser desenvolvidos especialmente para a exigência que a etiqueta pede, podendo ser utilizada para congelamento, altas temperaturas, resistentes a produtos químicos, etc.

  • Etiquetas reposicionáveis e resseláveis: muito utilizadas no setor de logística, possuem duas camadas de colas e podem ser coladas novamente em outro lugar.
  • Etiquetas removíveis: esse tipo de etiqueta precisa ser removida totalmente, sem deixar resíduo algum. Muito utilizada em produtos domésticos e recicláveis.
  • Etiquetas resistentes à água: como o nome já diz, precisam ser resistentes à água. Normalmente fabricadas em BOPP devido a resistência do material.
  • Etiquetas duráveis: esse tipo de etiqueta precisa permanecer no produto durante toda a sua vida útil. Normalmente é utilizada para maquinário industrial, indústria química e de eletrônicos.
  • Etiquetas de patrimônio: as etiquetas patrimoniais são importantes para o controle do patrimônio de uma empresa. Elas podem ser em poliéster, PVC, policarbonato e  Void.
  • Etiquetas para altas temperaturas: são muito comuns no setor industrial. São produzidas em BOPP, PET ou Kapton.
  • Etiquetas para PCBs: muito utilizado na indústria de eletrônicos para rastrear placas e demais componentes eletrônicos. Precisam ser resistentes a altas temperaturas e por isso costumam ser fabricadas em Kapton.
  • Etiquetas para congelados: elas são especiais porque exigem o diferencial de que a etiqueta não saia ou se deteriore em contato com água e o gelo. Podem ser fabricados em BOPP ou couché.
  • Etiquetas resistentes ao tempo: são indicadas para bens duráveis e precisam ser resistentes a calor, frio, corrosão, abrasão, exposição química e a diferentes temperaturas e durar todo o tempo de vida útil do equipamento.
  • Películas protectoras para Displays: com o aumento de produtos eletrônicos como celulares, tablets, notebooks, a procura por películas protetoras para esses dispositivos aumentou. As películas protetoras de poliéster são as mais comuns para esses fins.

Etiquetas de segurança

            Como o nome já diz, as etiquetas adesivas de segurança servem para assegurar ou lacrar algum produto. Também exigem materiais mais resistentes pois precisam resistir a congelamento, altas temperaturas e produtos químicos e possuem funcionalidades específicas. Atualmente são muito utilizadas por restaurantes para entregas via delivery.

  • Lacre com picotes: possuem lacres estrategicamente posicionados que dificultam ou impedem que o lacre seja reaproveitado. Muito utilizada em deliverys.
  • Etiquetas Delivery: são muito parecidas com as etiquetas de lacre com picotes mas possuem frases como “não consuma se estiver violado” e outras especificamente para o setor de delivery.
  • Lacre destrutível (casca de ovo): essa etiqueta se “quebra” em várias durante a sua remoção. Ela sai em pedaços e é impossível de ser colada novamente. É uma etiqueta que denuncia se o produto foi violado.
  • Etiqueta VOID: são etiquetas invioláveis, impossíveis de replicar e deixam marcas quando removíveis. Servem para evitar fraudes.
  • VOID sem resíduo: são etiquetas de segurança mas que não deixam resíduos quando removidas. Servem para evitar que o produto seja violado antes de chegar ao consumidor final e ao mesmo tempo não deixam resíduos.
  • Etiquetas para proteção da marca: são etiquetas com uma série de recursos técnicos e visuais que ajudam a evitar a pirataria.

Etiquetas obrigatórias (Normas, portarias e leis)

            As etiquetas que vem com os produtos nem sempre são enfeites. Muitas delas são obrigatórias por lei para alguns tipos de produtos. Podem ser simplesmente algum selo de segurança  ou devem conter informações específicas que são exigidas por lei.

  • Rótulo nutricional: Os rótulos nutricionais são obrigatórios em quase todos os produtos alimentícios. Eles servem para orientar o consumidor sobre o tipo de alimento que estão consumindo. Ele pode ser feito de vários materiais, desde que não se deteriore facilmente.
  • Etiquetas de risco químico: são desenvolvidas para suportar diversos tipos de adversidades que garantem que a etiqueta permanecerá no produto até o fim. Essas adversidades podem ser causadas por óleos, solventes, atrito e outros produtos químicos. Elas devem conter informações sobre cuidados com o armazenamento, riscos ao meio ambiente e instruções de manuseio. Essas normas são regidas pela ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) e devem ser consultadas antes de confeccionar a etiqueta adesiva. Podem ser produzidas em PP, PE ou poliéster.
  • Selos do Inmetro: O Inmetro é o Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia. Esse selo é importante para avisar ao consumidor que aquele produto passou por testes de eficiência e de segurança. Um fato importante é que é PROIBIDO A VENDA de alguns segmentos de produtos sem o selo no Brasil. Esses selos possuem uma série de exigências para evitar que a etiqueta seja retirada, replicada ou violada. Existe uma padronização referente a tamanho, cores, efeitos gráficos, recursos de segurança e material que garante a inviolabilidade do material.
  • Etiquetas de eficiência energética: esse tipo de etiqueta é super comum na casa de todos os brasileiros. Ela é uma iniciativa do Programa Brasileiro de Etiquetagem para conscientizar o consumidor do consumo de energia elétrica que os aparelhos eletroeletrônicos exigem e para buscarem alternativas mais sustentáveis. Ela pode ser fabricada em diversos materiais, desde que seja resistente e removível para o consumidor final.
  • Símbolos de manuseio de transporte: essas etiquetas adesivas são usadas principalmente durante a logística e transporte de cargas e produtos. Elas são importantes para que não haja danos durante o transporte e para que sejam armazenadas da maneira correta. No Brasil, elas são normatizadas pela NBR 7500. Eles podem ser impressos direto nas caixas, mas também podem ser etiquetas adesivas.

A Light Print é especialista na produção de etiquetas técnicas. Clique aqui e entre em contato com a gente para saber mais.

Etiquetas por materiais

            As etiquetas adesivas podem ser produzidas a partir de vários materiais, sejam eles simples ou complexos. Vamos explicar quais são esses materiais mais utilizados e do que são feitos.

  • Etiquetas de papel: são bastante comuns e econômicas. Utilizadas desde a logística até para crachás, correios. Podem ser brancas ou personalizadas de acordo com o tipo do pedido e do papel.
  • Etiquetas de papel térmico: esse tipo é muito utilizado em estabelecimentos comerciais. Nesse tipo, não há a necessidade de ribbon durante a impressão. Ela dura até 5 anos em condições ideais e não deve ser exposta à luz UV, umidade ou calor.
  • Etiquetas de papel transtherm: é o melhor tipo de papel para impressão com ribbon devido a fixação da tinta da mesma. Ela permite impressão em alta resolução e com bom acabamento também. Muito recomendada para impressão de código de barras.
  • Etiquetas duplo uso: como o nome já diz, é uma etiqueta adesiva para ser usada duas vezes. Elas são de papel couchê e recebem duas camadas de adesivo e liner, e assim podem ser coladas duas vezes em lugares diferentes. Ela é muito utilizada no setor de logística, quando é colada no pacote e depois na planilha de controle.
  • Etiquetas de BOPP: esse nome nada mais é do que a sigla para Polipropileno biorientado. Ele é um dos filmes mais resistentes e econômicos, muito utilizado para rótulos e para produtos que tem contato com água e refrigeração. Ele pode ser fosco, brilhante, transparente ou metalizado.
  • Etiquetas de BOPP térmico: apesar de térmica, esse tipo de etiqueta adesiva não precisa de ribbon de impressão. Ele também é bem resistente, bastante utilizado para produtos que tenham contato com água e refrigeração, açougue, padarias;
  • Etiquetas de poliéster (PET): esse tipo de etiqueta é recomendada para etiquetas que precisam ser muito resistentes a diversos atritos. Ela possui alta resistência mecânica e é bem lisa, por isso os rótulos possuem alta qualidade. Ela também está disponível em vários materiais, aço escovado, prata, ouro, transparente e branco.
  • Etiquetas de polietileno: essas etiquetas adesivas são bastante maleáveis e podem ser esticadas. Elas são bastante usadas para superfícies curvas, em rótulos de cosméticos e embalagens curvas.
  • Etiquetas de Tyvek: é composto de fibras de polietileno, mas não chega a ser um tecido. É um material extremamente resistente e durável e ainda tem ação antifúngica. É bastante comum em pulseiras de eventos, em produtos químicos e em materiais esportivos.
  • Etiquetas de Nylon resinado: esse material também é conhecido como tafetá e é muito utilizado na indústria têxtil. Ele é lavável e bastante resistente.
  • Etiquetas de poliimida: esse material também é conhecido como Kapton e é bastante resistente a altas temperaturas e produtos químicos. Bastante utilizado na indústria química, automotiva e química.
  • Etiquetas de vinil: mais conhecido como PVC, é bastante resistente a umidade e tem alta durabilidade. É bastante utilizada para elementos que ficam ao ar livre.
  • Etiquetas de policarbonato: a adesivação desta etiqueta é feita pelo verso. É recomendada para botões, painéis, mesas, etc.

            Agora que você já se aprofundou no mundo das etiquetas adesivas, já consegue escolher a que se encaixa melhor a sua necessidade. A maioria delas possui várias das técnicas acima combinadas para chegar até o seu objetivo final. Por isso, quando for fazer a sua etiqueta procure uma empresa que irá te oferecer um serviço de qualidade, afinal, como já vimos, as etiquetas adesivas possuem funcionalidades muito importantes nos produtos.

Deixe uma resposta

Fechar Menu