O que é ribbon? Para que ele serve e quais são seus 4 tipos?

O que é ribbon? Para que ele serve e quais são seus 4 tipos?

Você sabe o que é um ribbon? Grande parte das empresas ficam confusas na hora de imprimir etiquetas. Qual a melhor forma? Como achar a qualidade ideal? Como organizar melhor as encomendas? 

Para isso temos os ribbons, eles são utilizados principalmente em cadeias de suprimentos e atividades de automação industrial.

Separamos esse artigo para você entender melhor sobre as categorias e para que ele é utilizado! Nele, vamos falar dos seus tipos, quais suas aplicações, do que eles são feitos e as cores disponíveis para achar o ribbon certo para sua impressora!

Se você quiser saber mais sobre a importância das etiquetas, separamos a matéria ideal para você! Veja aqui!

Como o ribbon funciona?

O ribbon, nomeado de TTR (Thermo Transfer Ribbon) ou ribbon de Transferência Térmica, é uma faixa com película plástica com tinta que, devido à alta temperatura, é derretida pela cabeça de impressão e os pigmentos de tinta são transferidos para a etiqueta adesiva personalizada. Em outras palavras é um rolo de cinema com tinta.

Eles são ideais para etiquetas adesivas, porque trazem maior qualidade e resistência para impressão, principalmente de fontes pequenas e código de barras, por exemplo, além de serem essenciais para acelerar o trabalho.

Qual é a composição do ribbon?

Ele é composto, normalmente, por 5 camadas:

  • Backcoat: é a camada mais interna. Ela que entra em contato com a cabeça de impressão. É um facilitador para a transferência de calor para a tinta, porque tem um revestimento fino, que garante um bom deslizamento no processo de impressão.
  • Filme de Poliéster (PET): um filme fino que estrutura o ribbon, garantindo que tudo fique no lugar. Nele é colocado o produto químico.
  • Primer/Release layer: como fica entre a tinta e o PET, certifica a transferência da tinta para o suporte de impressão e a fixa no filme durante a fabricação.
  • Tinta: além do pigmento, é composta por cera, resina ou uma mistura dos dois (continue lendo que vamos explicar isso também). Essa é a camada que, através da impressão de termo transferência, passa para a etiqueta.
  • Topcoat: é a camada mais externa e é um revestimento, que vem em alguns ribbons, para conservar a tinta e melhorar sua fixação no substrato.

Tipos de ribbon e suas aplicações:

Como falamos anteriormente, há diferentes tipos de ribbon, cada um ideal para um tipo diferente de aplicação. 

O uso incorreto deles provoca problemas na qualidade e no resultado da impressão, aumentando os custos de manutenção. Por isso, é muito importante avaliar qual é o tipo ideal para sua impressora.

Cera 

Com esse tipo de ribbon a energia é reduzida na cabeça térmica da impressora. São indicadas para etiquetas simples em papel ou superfícies rudimentares.

Isso porque quando as ceras derretem durante a impressão preenchem as rugosidades do substrato, aderindo a superfícies mais porosas, com textura.

Elas podem ser sintéticas, como a parafina ou naturais, utilizando cera de abelha, por exemplo. Não tem durabilidade muito alta, mas são resistentes a água e não precisam de temperaturas elevadas para derreter.

Com isso, ela aumenta a vida útil da cabeça de impressão, possibilitando a produção de mais etiquetas. Além de trazer nitidez, imagens claras e com contraste, possui resistência a riscos e borrões.

A maior vantagem é o seu valor, tem um bom custo benefício, pois é a categoria mais barata de ribbon.

Aplicações: etiquetas de sinalização, as que utilizam código de barras, inventários, papel couchê, entre outros.

Resina 

Os ribbons de resina são mais caros: eles têm alta resistência a umidade, atrito, agentes abrasivos (cloro, álcool, gasolina), desgaste e são insolúveis em água. 

Também necessita de maior temperatura para funcionar, desgastando mais a cabeça de impressão, diminuindo sua vida útil. Porém, eles têm alta durabilidade.

As resinas também podem ser naturais, formada por um composto de plantas, ou sintéticas, como silicone, poliéster, uretano, entre outros. 

Durante o processo de termo transferência a resina amolece e fica pegajosa, trazendo maior aderência na impressão composta de filmes muito lisos.

Aplicações: materiais que precisam de etiquetas mais resistentes. Etiquetas que quando descoladas saiam inteiramente do produto, sem deixar marca. Como etiquetas de automóvel, hospitalares e laboratórios.

Misto

A mistura de resina e cera traz ótima resistência a produtos químicos, além de uma imagem de ótima qualidade. O bom é que servem tanto para aplicações mais simples quanto complexas.

O ribbon misto se ajusta a velocidade, temperatura e comandos da impressora. Proporcionando um trabalho mais fácil, caso precise realizar a impressão de etiquetas diferentes, tendo um resultado de alta qualidade.

Ela propõe maior versatilidade, porque conseguem imprimir em baixas temperaturas com alta velocidade, também possui resistência a manchas, borrões e riscos.

Aplicações: embalagens de DVD e CD, etiquetas de advertência, entre outros.

Super Resina/Premium

Composta com uma tinta mais resistente para aumentar a aderência com a etiqueta. Normalmente, são utilizadas em peças que sofrerão uma lavagem mais pesada, como a industrial.

Dica: Para impressões com maior qualidade use o ribbon misto e para aquelas mais duradoras use o ribbon de Resina!

Cores do ribbon

O mais comum é vermos ribbons de cor preta. Mas você sabia que existem outras cores que podem se adaptar melhor as suas necessidades?

Há o ribbon branco, ótimo para etiquetas transparentes, com fundo mais escuro ou metalizadas.

Se quiser trazer um pouco mais de cor, algumas opções são o azul, verde e vermelho. São cores excelentes para trazer um diferencial para etiqueta, chamando, assim, mais atenção do consumidor.

Existe também nas cores prateado e dourado, que trazem um tom de elegância. São um pouco mais caros, mas vale a pena caso essa seja o conceito da sua marca!

Como saber o tipo certo de ribbon para a minha impressora?

Agora sabendo de todas essas informações sobre para que o ribbon é utilizado, sua composição, tipos, cores, ainda pode ter ficado a dúvida de qual é o modelo ideal para você. Para isso é importante prestar atenção em alguns detalhes (o último é o mais importante):

Composição da tinta: para isso é necessário definir para que a etiqueta será utilizada, por quais processos ela passará, se sofrerá alguma agressão, para definir se precisará ser resistente. A tinta precisa alinhar-se a essa característica, concluindo entre a cera, mista, resina ou super resina.

  • Ribbons com tinta interna ou externa: esse fator depende do modelo da impressora. Algumas até conseguem imprimir com ambos.

Fatores especiais e trailer: existem diferentes tipos de ribbons. Para etiquetar produtos químicos, automóveis, alimentos, entre outros. Então dependendo de onde as etiquetas serão colocadas é ideal comprar um ribbon que se adapte a velocidade e temperatura necessária.

Tamanho do tubete:  o fator mais importante para a compatibilidade entre o ribbon e a impressora. É importante saber o diâmetro que deve ter o tubete, a grande parte das impressoras utiliza o de meia polegada. As industriais, já usam a de uma polegada. A largura do ribbon também é fundamental, ela deve cobrir toda a largura da cabeça de impressão, com o intuito de protegê-la.

Observação: as impressoras de térmica direta não aceitam ribbon, para verificar se esse é seu caso veja se seu modelo termina com a letra D.

A Light Print é referência quando falamos de etiqueta e ribbons!

Fabricamos etiquetas personalizadas para atender a todas suas exigências. A Light Print tem qualidade comprovada.

Na área automotiva temos produtos específicos para cada situação de aplicação e exposição, todos com certificados de qualidade no setor automotivo: ISO 9001 e IATF 16949. Comprovando nosso compromisso com nossos clientes.

Saiba mais do catálogo automotivo clicando aqui! 

Sabemos também que o  mercado químico consome ribbons específicos para cada situação de aplicação e exposição, exigindo etiquetas resistentes, para não perder a identificação do produto durante seu transporte e armazenamento

Esta é uma das áreas, que a Light Print atende que mais demanda qualidade nos processos e na execução de ribbons. 

Nossa empresa é especializada no desenvolvimento de produtos e matérias, como intuito de garantir cada vez mais segurança para a indústria química. Além disso, atendemos as normas GHS e ABNT 7500 exigidas no segmento. 

E para isso acontecer utilizamos os melhores tipos de ribbons, sendo aqueles produzidos por nós! Oferecendo precisão e atendendo as necessidades da sua empresa!

Quer garantir seu ribbon ideal? Entre em contato conosco!

Achou essa matéria interessante? Temos diversos artigos, sobre etiquetas, rótulos, lacres e muito mais! Clique aqui e explore!

Fechar Menu